2 de fev de 2011

PRÊMIO ANUAL DE QUALIDADE DA EDUCAÇÃO. Creches - EDIs

SUBSECRETARIA DE ENSINO
ATOS DA SUBSECRETÁRIA
EXPEDIENTE DO DIA 01 DE FEVEREIRO DE 2011
EDITAL E/SUBE nº 01, de 01/02/2011

A SUBSECRETÁRIA DE ENSINO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO torna público, na forma do Anexo Único, o Relatório emitido pela Comissão Especial de Avaliação, designada pela Resolução SME nº 1.094, de 02/09/2010, alterada pela Resolução SME nº 1.112, de 05/11/2010, com o resultado final da avaliação dos projetos pedagógicos, referentes ao ano de 2010, apresentados pelas unidades escolares que atendem exclusivamente à Educação Infantil e Educação Especial, com vista à premiação de que trata o Decreto nº 32.718, de 30/08/2010 –



Rio de Janeiro, 01 de fevereiro de 2011

REGINA HELENA DINIZ BOMENY

Subsecretária de Ensino
ANEXO ÚNICO
RELATÓRIO DA COMISSÃO ESPECIAL DE AVALIAÇÃO, DESIGNADA PELA RESOLUÇÃO SME N°1094, DE 02/09/2010, ALTERADA PELA RESOLUÇÃO SME N.º 1112, DE 05/11/10.

SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DOS PROJETOS PEDAGÓGICOS REFERENTES AO ANO DE 2010 APRESENTADOS PELAS UNIDADES ESCOLARES DE EDUCAÇÃO INFANTIL E EDUCAÇÃO ESPECIAL COM VISTA À PREMIAÇÃO INSTITUIDA PELO DECRETO nº 32.718, DE 30/08/2010 – PRÊMIO ANUAL DE QUALIDADE DA EDUCAÇÃO

“Do ponto de vista do sistema educacional, lutar contra a exclusão social é ajudar a criança a ampliar, desde cedo, sua relação com o saber, a dominar diferentes linguagens,valores culturais, padrões estéticos e éticos...”
Zilma Ramos de Oliveira

A Comissão Especial de Avaliação, instituída pelo Decreto n° 32718/2010 e designada pela Resolução SME n°1094/2010, alterada pela Resolução SME n°1112/2010, para a avaliação de projetos pedagógicos, referentes ao ano de 2010, apresentados pelas unidades escolares de Educação Infantil e Educação Especial, com vista à premiação instituída pelo referido Decreto – PRÊMIO ANUAL DE QUALIDADE DA EDUCAÇÃO, apresenta o Relatório de conclusão de seus trabalhos, que tiveram por base a Resolução SME nº 1095, de 02 de setembro de 2010 e a relação final das instituições que farão jus à premiação.

Na execução das atividades, a Comissão considerou, também, por sua pertinência, a trajetória da Educação Infantil que, somente a partir de 1996, com a publicação da Lei Federal 9394/1996, obteve a conquista da primeira alusão explícita em texto legal, incluindo o atendimento educacional, à modalidade creche que, agregada à pré-escola, tornou-se a primeira etapa da Educação Básica.

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, importante marco para a Educação Infantil, trouxe para o cenário educacional brasileiro a inserção das creches nos sistemas de ensino, assumindo a responsabilidade pelo desenvolvimento das crianças como uma ação própria do campo da educação. Dessa maneira, o encontro das creches, antes entendida como importante para “cuidar”, trouxe a valorização dos saberes locais, constituídos no cotidiano do senso comum, e o saber escolar, tradicionalmente constituído no interior dos estabelecimentos educacionais, mudando significativamente o foco para “cuidar e educar”. A abertura das creches aos contextos educacionais, aliada à coexistência de contextos locais, possibilitam mediação significativa que permite o reconhecimento de outros atores, a validação de seus saberes, a reconstrução de suas histórias ligadas à história da cidade e recria a observação do entorno cotidiano.

Nessa perspectiva, respeitando o “desenho da Cidade com suas tramas de códigos, linguagens e culturas que se entrecruzam, simultânea e sucessivamente”, a Comissão Especial de Avaliação levou em conta a necessidade de analisar os projetos apresentados procurando entender e reconhecer as respectivas trajetórias das instituições concorrentes ao Prêmio Anual de Qualidade na Educação.

Outro aspecto significativo, avaliado pela Comissão, foi o grande número de trabalhos enviados, superando as expectativas, fazendo com que o prazo destinado à análise dos projetos, adentrasse pelo prazo destinado às visitas das unidades em questão. Tendo em vista que o prazo estipulado não seria suficiente para a visita todas as instituições, fato que certamente prejudicaria a unidade no processo de avaliação, a Comissão Especial optou por selecionar os melhores trabalhos, substituindo as observações “in loco” pelas avaliações anuais realizadas pelos órgãos regionais.

Desta forma, apresenta, a seguir a relação das instituições merecedoras do Prêmio Anual de Qualidade na Educação, organizadas por E/CRE.
Todas as CREs:   

06.22.603 Yara Amaral

06.25.039 Ana Maria Cristina Marques Ribeiro

06.25.601 Os Sabidinhos

06.25.607 Luiza Barros de Sá Freire

06.25.610 Zuzu Angel

4 comentários:

  1. Parabéns a todas as creches premiadas!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo trabalho de qualidade.

    ResponderExcluir
  3. Parabens!!!!!!!!!!!!
    Pra todos que fizeram por onde, pra chegar a esta premiaçao.
    Beijo grande

    ResponderExcluir
  4. Parabéns a todos pela realização do trabalho realizado no ano de 2010.

    ResponderExcluir